Carta de Despedida

Sinto que estamos em um caminho diferente de quando começamos. A Hevp nasceu de uma inspiração: o mundo todo e tudo que há nele para ser descoberto. Quando eu comecei a tentar descobri-lo nas minhas primeiras viagens, só vi coisas boas. Vieram mais viagens e com elas, A percepção das ruins também. Pensei que poderia fazer algo, e fiz: viajei mais, fui em busca de mais conhecimento. Com a cabeça cheia de coisas novas, surgem ideias e sonhos novos e, por vezes, nem pensamos quando queremos colocar algo que nasce no coração, em prática. Foi assim que a Hevp veio ao mundo. Eu e o Juriel queríamos o novo. Fizemos. Aqui, estou falando por ele também. Queríamos qualidade, encontramos. Queríamos ajudar, ajudamos. Foram camisetas, uniformes, refeições. Por 3 anos só tivemos 1 estagiário durante 4 meses, até fazermos nossa primeira contratação. Vinham currículos do Brasil todo. Sempre achei que todo mundo achava que a Hevp era maior do que realmente era. Tínhamos que decidir: trabalhar em dobro ou investir dinheiro para contratar. Como é difícil a tomada de decisões no dia a dia! Com a Hevp, nós tínhamos de criar e executar o novo diariamente. Foi intenso. Aprendi muito. Mais do que isso, conheci muito. Muitas pessoas incríveis que nos ajudaram, nos elevaram e repassaram nossa mensagem, nos inspirando com as delas também. ONG’s, projetos sociais, empreendedores sociais, professores, jornalistas, fornecedores e muitas pessoas que compravam e vestiam orgulhosas nossas camisetas. Novos amigos, novos parceiros. A verdade é que nunca paramos de acreditar e de tentar melhorar. E nessa busca incessante de criar algo melhor, mais bonito, inteligente, mudamos nosso modelo de impacto social: não iríamos mais doar, mas sim criar condições para ajudar aqueles que precisam fazer o próprio dinheiro. Tentamos muito. Mas como faríamos isso se nem nós fazíamos nosso próprio dinheiro? A Hevp parou de dar prejuízo logo no primeiro ano e isso nos fez parar de pensar no dinheiro. Achávamos que ainda não precisávamos dele se o que entrasse fosse suficiente para continuar. Quando nos demos conta, era do dinheiro que mais precisávamos pra entrar no mercado, vender mais, aparecer mais. Nossa renda deveria vir em primeiro lugar. Não foi isso que aconteceu. E também não temos mais tempo para nos arrepender e mudar o passado. Temos tempo para olhar para o futuro e por isso, analisamos o presente. Resolvemos pausar as operações por um tempo. Acalmar, esperar, respirar e ver se, quem sabe um dia, voltamos à ativa com a Hevp. É uma decisão muito pessoal e que levou tempo também. Me lembro de quando escrevia para nosso blog e da maneira apaixonada que fazia. Mas, às vezes, os negócios fazem a gente deixar de ser quem queremos ser para sermos quem precisamos ser. Nós mudamos, e a Hevp também. Mas não estamos tristes! Tínhamos outras alternativas, porém nenhuma pareceu boa o suficiente. Vamos deixar nosso instagram aberto, o site com essa mensagem e toda vez que alguém quiser entrar em contato é só chamar por aqui. Temos um carinho e uma gratidão enorme por cada pessoa que fez da Hevp ser o que é hoje. A sensação de criar camisetas e ver pessoas do brasil todo usando por aí é absurdamente linda, gratificante e nos conforta. Espero que entendam nossa decisão.

Grande abraço, Lucas